Você está visitando o Instituto Cultural da Dinamarca no Brasil.  Explore outros lugares no mundo onde também trabalhamos. Created with Sketch.
EN/PT-BR
11 · 10 · 2017

4a Mostra Joias do Cinema dinamarquês

Mostra chega a sua quarta edição e destaca presença feminina na direção, roteiro e como protagonistas do cinema norte europeu.

 

Serão exibidos cinco filmes dinamarqueses e “Sumé” o primeiro longa-metragem produzido na Groelândia.

 

O Instituto Cultural da Dinamarca em parceria com o Cine Joia do Rio de Janeiro apresenta de 19 de outubro a 1 de novembro a 4º mostra Jóias do Cinema Dinamarquês com a exibição de cinco filmes de diretores do país nórdico e um da Groenlândia. Com curadoria da equipe de programação do Cine Joia, a seleção oferece oportunidade para se assistir filmes que tiveram poucas ou nenhuma exibição nacional e de conhecer um pouco mais sobre os costumes, aspectos sociais, políticos, lugares emblemáticos e tradições das pessoas que vivem no país nórdico.

 

No total, serão dois documentários e quatro ficções e nessa quarta edição tem três filmes com mulheres na direção e também como protagonistas. Entre os destaques da programação o filme de abertura Sumé foi o primeiro documentário de longa-metragem realizado na Groelândia e relata a história da primeira banda de rock a gravar um filme em groelandês e com forte impacto político.

 

SOBRE O CINEMA DINAMARQUÊS
O Cinema dinamarquês é um dos mais antigos do mundo e se destaca por sua vanguarda. O diretor Carl Theodor Dreyer é um ícone do cinema clássico nórdico internacional e entre outra geração as produções do movimento Dogma 95, que lançaram diretores como Lars Von Trier e Thomas Vinterberg. Ainda mais recentemente seus filmes são frequentemente selecionados, inclusive para o Oscar na categoria “filme estrangeiro”, e premiados em grandes festivais pelo mundo.

 

CINEKLAP
Devido ao grande destaque internacional que o cinema da Dinamarca vem obtendo nos últimos anos o Instituto Cultural da Dinamarca, no Rio de Janeiro, criou o CineKlap. O Cine Klap foi criado com o objetivo de divulgar o cinema dinamarquês e promover mostras, palestras e workshops que possibilitem um intercâmbio cultural entre os dois países.

 

DEPOIMENTOS
‘’É muito importante para o Instituto Cultural e para a Dinamarca, que tenha uma mostra de cinema como esta. Acredito que projetos aonde o público encontra a arte de outro país com curadoria brasileira é um verdadeiro intercâmbio cultural”, ressalta Maibrit Thonsen diretora da instituição. “A busca por sua essência ajudou a tornar o cinema produzido na Dinamarca um dos mais respeitados e impactantes do mundo, premiado em festivais e com presença constante no Oscar – só nos últimos cinco anos, foram três indicações à estatueta de melhor filme estrangeiro. Observa Raphael Aguinaga do Cine Joia.

 

FILMES
LONG STORY SHORT (2015)
Diretor: May el-Toukhy
Gêneros: Comédia / Drama / Romance
Duração: 1h30
Classificação 16 anos
Sinopse – Durante três anos e vários eventos específicos, como a comemoração do Ano Novo, um casamento, uma festa surpresa e uma grande comemoração de aniversário, um grupo de grandes amigas precisa descobrir, em conjunto, como superar as dificuldades e complicações de suas vidas amorosas enquanto esperam
por uma romântica redenção no amor.
Datas: Dia 19 às 15h | Dia 21 às 15h15 | Dia 23 às 16h30 | Dia 24 às 19h | Dia 26 às 15h30 | Dia 28 às 15h30 | Dia 30 às 16h | Dia 31 às 18h

 

SUMÉ– O SOM DE UMA REVOLUÇÃO (2014)
Diretor: Inuk Silis Høegh
Género: Documentário
Duração: 76 min
Classificação: 16 anos
Sinopse – Este é o primeiro documentário em longa-metragem produzido na Groenlândia. O filme conta a história da primeira banda de rock a gravar em groenlandês. Entre 1973 e 1976, a banda Sumé lançou três álbuns com letras políticas que mexeram com os corações e mentes de toda uma geração e mudaram para sempre a história de seu país ao introduzir palavras como “revolução” e “opressão” no seu idioma, em canções de protesto contra a colonização dinamarquesa.
Datas: Dia 19 às 17h | Dia 23 às 20h30 | Dia 25 às 19h | Dia 28 às 13h30 | Dia 30 às 18h | Dia 1 às 16h

 

MAN FALLING (2015)
Diretor: Anne Regitze Wivel
Género: Documentário
Duração: 107 min
Classificação: 16 anos
Sinopse – Após um trágico acidente, o artista Per Kirkeby perde a capacidade de ver cores e ele não consegue mais reconhecer sua esposa. A perde da visão colorida o impede de trabalhar com arte, ele não está mais capacitado a produzir suas telas. Isso abala completamente o universo de Per Kirkeby. O filme é sobre uma profunda melancolia, mas com uma beleza surpreendente. A história de um homem lutando para superar seus obstáculos e voltar para sua vida e seu trabalho.
Datas: Dia 21 às 13h15 | Dia 23 às 18h30 | Dia 24 às 15h | Dia 30 às 14h

 

GOING TO SCHOOL (2015)
Diretor: Frederik Meldal Norgaard
Gênero: Comédia
Duração: 85 minClassificação: Livre
Sinopse – O filme segue a vida de Villads de 6 anos na escola e em casa. Villads constantemente se depara com problemas porque a maioria das vezes as regras do jogo de Villads estão em conflito com as regras dos adultos.
Datas: Dia 20 às 17h | Dia 26 às 13h30 | Dia 31 às 16h

 

LITTLE SOLDIER (2008)
Diretor: Anette K. Olesen
Género: Drama
Duração: 102 min
Láureas: Prêmio Ecumênico do Júri Independente do Festival de Berlim 2009 e “Melhor Filme” e “Melhor atriz” no Festival Valladolid na Espanha em 2009.
Sinopse – Após abandonar o exército, a soldado Lotte volta para sua cidade na Dinamarca e se entrega à bebida. Sem conseguir emprego, aceita a oferta de seu pai de trabalhar como motorista para uma das prostitutas que ele agencia, Lilly, que é também sua amante. Embora, a princípio, desconfiadas uma em relação à outra, as duas mulheres embarcam numa estranha rotina e logo passam a se conhecer
melhor.
Datas: Dia 20 às 15h | Dia 22 às 15h15 | Dia 23 às 14h30 | Dia 25 às 15h | Dia 27 às 15h30 | Dia 29 às 13h30 | Dia 31 às 14h | Dia 1 às 18h

 

DESIGNS FOR LIFE (2015)
Diretor: Casper Høyberg, Malene Vilstrup, Thomas Mogensen
Género: Documentário
Duração: 60 min
Sinopse – O Documentário, Designs for Life, não é somente um documentário sobre móveis e decoração. Børge Mogensen não faz somente móveis, cada criação faz parte de uma arte sempre atemporal. Todas as casas na Dinamarca possuem um objeto desenvolvido por ele e o tornou conhecido internacionalmente. O filme conta não sobre o processo criativo mas também toda sua trajetória pessoal e profissional.
A história da reconstrução econômica da Dinamarca encontra-se com a história de Børge Mogensen, pois ele começou sua carreira, criando seus objetos pós-Segunda Guerra Mundial num período em que a Dinamarca se estruturava economicamente. Toda a história é narrada por seu filho, Thomas Mogensen, com riquezas de detalhes e novas facetas sobre a vida de Børge Mogensen.
Datas: Dia 22 às 13h15 | Dia 27 às 13h30 | Dia 1 às 14h

 

SERVIÇO
Evento: Mostra Jóias do Cinema Dinamarquês
Local: Cine Jóia
Data: 19 de outubro a 1 de novembro
Endereço: Avenida Nossa Senhora de Copacabana 680 – Subsolo
Horários: No release
Informações: 2236 5624