Você está visitando o Instituto Cultural da Dinamarca no Brasil.  Explore outros lugares no mundo onde também trabalhamos. Created with Sketch.
EN/PT-BR
17 · 04 · 2020

Vida Local Rio

Reuniões, palestras, visitas, apresentações culturais e um jantar coletivo em praça do Rio Comprido. O evento bem popular, que integra o calendário do Rio Capital Mundial da Arquitetura e realizado na quinta-feira (12.03) foi nota 10. Estudantes de arquitetura da UFRJ e atores chaves locais do projeto Vida Local Rio, do Instituto Cultural da Dinamarca, trocaram ideias e expectativas de moradores, comerciantes, artistas e ONGs do bairro para traçar pontos de partida formando um Grupo Democrático de Design Urbano.

 

Anders Hentze, diretor do Instituto Cultural da Dinamarca, e Jesper Koefoed-Melson, fundador do Projeto Vida Local em Copenhagen, ficaram satisfeitos com os resultados. O trabalho é feito em parceria com a Prefeitura do Rio, a UFRJ e a União Internacional de Arquitetos (UIA).

 

União foi a palavra chave nesse início do processo participativo, que se propõe a elaborar estratégias para transformar o espaço urbano, levando em consideração as necessidades da população.

 

– Percebemos que há necessidade de um movimento que cause impacto coletivo. O tema central foi a necessidade de maior conexão, colaboração. Nosso programa tem o objetivo transformar a cidade em um lugar melhor, mais sustentável, incluso e seguro. Com o projeto, começamos a repensar as ruas, os parques, as praças e a paisagem urbana, humanizando o espaço público com participação de diversos grupos que vivem no mesmo bairro -, explica Anders.

 

Após as oficinas, que foram ricas em trocas de informações, o trabalho foi parcialmente interrompido, no dia seguinte (sexta-feira, 13.03), devido à pandemia de coronavírus.

 

Nessa situação mundial inédita devida ao coronavírus, com distanciamento social, fechamento da faculdade e o adiamento do Congresso de arquitetura UIA para 2021, os atores oficiais, locais e acadêmicos do projeto estão discutindo como avançar. Colaborações potentes e inovadoras foram forjadas, e novas parcerias estão surgindo nessa nova realidade. Juntos construimos novos caminhos para frente.

 

O projeto é financiado pelo Conselho de Arquitetura da Fundação de Artes da Dinamarca, um órgão do Ministério de Cultura da Dinamarca.